Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2018

O WhatsApp e o triunfo do silêncio

Imagem
Andar de metrô é ver metade dos passageiros de olho no celular, conversando pelo WhatsApp. Nas mesas de um restaurante, na fila do cinema, na festa da família, no corredor da firma é a mesma coisa. Pessoas estão teclando ou gravando mensagens para alguém distante.
Lembra-se quando todos falavam ao mesmo tempo no celular? Lembra daquela gritaria incessante, o tom de loucura coletiva em locais fechados? Eu prefiro mil vezes o silêncio dos olhos fixos na telinha iluminada. O WhatsApp, como outros comunicadores como o Messenger, o Hangouts e o Skype, nos trouxe um pouco mais de paz especialmente em aglomerações urbanas. Acho uma bobagem reclamar que as pessoas "não conversam mais" enquanto estão manipulando seus celulares. Ora, elas estão fazendo exatamente isso: conversando!

A necessidade compulsiva de conversar é outra questão, e parece ser uma característica dos brasileiros. Somos o país dos botecos, do papo descontraído, da conversa. Com isso, pode-se concluir que refletimos p…

O Big Brother está de olho (no Brasil)

Imagem
A revista britânica The Economist publicou uma matéria (reproduzida pelo jornal O Estado de São Paulo) sobre o uso da tecnologia pelo governo da China. É uma realidade assustadora, onde os passos de cada cidadão são seguidos por câmeras de segurança e monitoramento de redes sociais.

A matéria levanta uma questão muito importante que merece reflexão. A tecnologia é como uma caixa de Pandora, que se desenvolve de acordo com as necessidades humanas, mas que pode fugir ao controle de quem a criou. Câmeras de segurança foram criadas para coibir o crime, não para vigiar cidadãos inocentes. Redes sociais existem para unir as pessoas, não para controla-las.

O problema não é a tecnologia em si. É quem está no poder. A China é uma ditadura implacável. Esse avanço tecnológico torna ainda mais importante a manutenção da liberdade em um país. O Brasil está cheio de gente querendo uma ditadura, à esquerda e à direita. O Big Brother não escolhe o lado.



Muito mais sobre tecnologia e política em Alma Dig…